terça-feira, 12 de maio de 2020

0 Novo Canal no Youtube


Olá amigos do Blog A voz da Palavra Profética. Venho anunciar que criamos um canal no You tube do mesmo nome, para ampliarmos a TENDA e anunciar cada dia mais a santa Palavra de Cristo.
  Pedimos a sua ajuda curtindo, se inscrevendo e compartilhando.
Deus te abençoe



João Augusto de Oliveira

segunda-feira, 27 de abril de 2020

0 ESTUDO BÍBLICO - Alianças



Alianças Bíblicas

Aliança - Dentro do contexto bíblico-teológico aliança tem o significado de pacto ou concerto, entre Deus e a raça humana.

1.      Aliança Edênica ou Aliança do Éden.     
Gênesis 1:26-30; 2:16-17

 A Aliança Edênica é encontrada em ela delineia a responsabilidade do homem para com a criação e a direção de Deus a respeito da árvore do conhecimento do bem e do mal. 


1.   Aliança Adâmica
 Gênesis 3:15

 
A Aliança Adâmica incluía as maldições       proferidas contra a humanidade por causa do   pecado de Adão e Eva, assim como a provisão de Deus para esse pecado.




1.   Aliança Noética
 2 Pedro 2:5


Aliança Noética foi uma aliança incondicional entre Deus e Noé (especificamente) e Deus e a humanidade (em geral). Depois do dilúvio, Deus prometeu à humanidade que nunca mais destruiria toda a vida na Terra com um dilúvio (ver Gênesis capítulo 9). Deus deu o arco-íris como sinal da aliança, a promessa de que toda a terra nunca mais teria um dilúvio e um lembrete de que Deus pode e vai julgar o pecado.





1.   Aliança Abrâmica

 Gênesis 12:3; 22:18


Neste pacto, Deus prometeu muitas coisas para Abraão. Ele pessoalmente prometeu que faria o nome de Abraão grande (Gênesis 12:2), que Abraão teria inúmeros descendentes físicos (Gênesis 13:16), e que ele seria o pai de uma multidão de nações (Gênesis 17:4-5). Deus também fez promessas a respeito de uma nação chamada Israel. Na verdade, os limites geográficos da aliança com Abraão são mencionados em mais de uma ocasião no livro de Gênesis (12:7; 13:14-15; 15:18-21). Uma outra provisão na Aliança Abraâmica é que as famílias do mundo seriam abençoadas através da linhagem física de Abraão.




1.   Aliança Mosaica
 Êxodo 20:1.21 
. A Aliança Mosaica era uma aliança condicional que ou trazia bênção direta de Deus pela obediência ou maldição direta de Deus pela desobediência sobre a nação de Israel. Uma parte da Aliança Mosaica (Êxodo 20) eram os Dez Mandamentos e o resto da Lei, que continha mais de 600 comandos, cerca de 300 negativos e 300 positivos. Os livros de história do Antigo Testamento detalham (Josué-Ester) como Israel sucedeu ou fracassou miseravelmente em obediência à Lei. Deuteronômio 11:26-28 detalha o tem bênção/maldição.



1.   Aliança Davídica

 2 Samuel 7:8-16



A Aliança Davídica amplifica o aspecto da “semente” na Aliança Abraâmica. As promessas feitas a Davi nesta passagem são significativas. Deus prometeu que a linhagem de Davi duraria para sempre e que o seu reino jamais deixaria de existir permanentemente (versículo 16). Obviamente, o trono de Davi não tem estado em vigor em todos os momentos. Haverá um tempo, no entanto, quando alguém da linhagem de Davi vai novamente sentar-se no trono e governar como rei. Este futuro rei é Jesus (Lucas 1:32-33).



1.   Nova aliança ou Aliança Eterna
 Jeremias 31:31-34
A Nova Aliança é um pacto feito primeiro com a nação de Israel e, no fim das contas, com toda a humanidade. Na Nova Aliança, Deus promete perdoar os pecados, e haverá um conhecimento universal do Senhor. Jesus Cristo veio para cumprir a Lei de Moisés (Mateus 5:17) e criar uma nova aliança entre Deus e Seu povo. Agora que estamos sob a Nova Aliança, tanto os judeus quanto os gentios podem ser livres da penalidade da Lei. Temos agora a oportunidade de receber a salvação como um dom gratuito (Efésios 2:8-9).


Este é um artigo compilado

João Augusto de Oliveira

domingo, 19 de abril de 2020

0 O desviado e seus desvios




Qual a ideia que os crentes têm, de modo geral, sobre o que é um desviado? A ideia que se tem é a de um crente que abandonou a igreja, a comunhão dos irmãos e voltou para o mundo, para os seus antigos caminhos tortuosos. Estaria correta essa visão? Na verdade não é bem assim. Embora um desviado não deixe de proceder como descrito, quero apontar que existem vários tipos de desviados.
1- O desviado da fé (ITm 6.20-21). São pessoas que antes criam no Senhor, e hoje duvidam das verdades divinas. Os tais vivem primeiramente segundo o seu raciocínio, suas conclusões, suas deduções e seus planos. O desviado da fé só aceita aquilo que o entendimento humano comporta (ICo 1.18-23; Jd 3).
2- O desviado da verdade (IITm 2.18). Alguém que já andou na verdade, mas deixou-a e agora vive no erro, mesmo que se trate de pessoa moralista, religiosa, cumpridora de seus deveres e exemplar. Tiago 5.19 mostra isso, errar depois de saber e conhecer é pior do que o erro anterior, cometido na ignorância, quando a pessoa vivia em trevas totais.
3- O desviado da igreja (Hb 10.25). O crente que se afastou da sua igreja e não vai mais aos cultos, às reuniões da igreja para adorar a Deus. A Bíblia, ao dizer “não abandonando a nossa congregação”, ensina que o crente não deve isolar-se dos demais irmãos. Nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si (Rm 14.7). A vontade e os interesses de Deus devem sempre preocupar o crente quanto à sua vida e morte, sabendo que viver realmente para Deus significa viver também para o próximo.
4- O desviado da doutrina da Palavra de Deus. O desvio da doutrina começa com o ouvido (Pv 28.9). A seguir vem o desvio da direção das coisas, que pode ser desvio para a direita ou para a esquerda (Is 30.21). Para a direita, é a tendência ao exagero e por fim ao erro. Para a esquerda, tem a ver com o erro, com o mal, com o fanatismo religioso, com o zelo sem entendimento (Rm 10.2; Gl 1.14).
Há três tipos de doutrina: doutrina de Deus (Tt 2.10); doutrina dos homens (Mt 15.9) e doutrina de demônios (ITm 4.1).
5- O desviado do ministério do Senhor (Ez 44.10). Aqui há uma menção de obreiros do AT que se transviaram e se desviaram do Senhor. A Bíblia cita casos como Nadabe e Abiu (Lv 10.1-2); Coré, Datã e Abirão (Nm 16.1-3,24-35); Demas (ITm 1.19-20; IITm 2.17-18) certos discípulos de Jesus (Jo 6.66). São obreiros que combatem o mau combate, ao invés de combater o bom combate; acabam com a carreira, ao invés de acabar a carreira; e perdem a fé, ao invés de guardar a fé. Agem inversamente ao que declarou Paulo, o obreiro exemplar do Novo Testamento, em IITm 4.7.

Por Que as Pessoas se Desviam?

1- Amor às trevas (Jo 3.19-21). Está resolvido a viver uma vida imoral.
2- Imaturidade espiritual (Ez 34.56; Ef 4.11-13; IPe 2.2).
3- Subversão espiritual – propagandistas itinerantes (Gl 1.6-9; IICo 11.13-15)
4- Soberba intelectual (ICo 1.19-21; IICo 11.3-4).
5- Exaltação ao ser abençoado (IICr 26.14-16)
6- Viver vazio e seco espiritualmente (Lc 11.24; Ef 5.18).
7- Falta de discernimento e percepção espiritual (Jo 6.66-69).

Duas Classes de Desviados

1- Os que têm saudade, desejam voltar e ficam comovidos quando ouvem a Palavra (Pv 18.19).
O caminho de volta para Deus: IICr 7.14; Is 55.7? Ez 18.23,30-32. 18,23,30-32.
Exemplos: Manassés IICr 33.2,12-13; Pedro Mc 16.7.
2- O desviado impenitente. Que falta encontrou em Deus para afastar-se dele? (Jr 2.5).
Quando era mais feliz: quando servia a Deus, ou agora quando o abandonou? (Sl 1.1; 119.1).
A ira de Deus é contra os que voltam atrás (IRs 11.9).
Não desprezem os avisos solenes de Deus (Os 4.6; Am 4.11-12).
O resultado de permanecer desviado (Jr 2.13-19; IIPe 2.20-22).
———-
Nota:
Comentário do Pr. Natanael Rinaldi sobre o artigo do Pr. Antonio Gilberto, publicado no jornal Mensageiro da Paz, de fevereiro de 1997.

terça-feira, 14 de abril de 2020

0 Pior que o coronavírus

Desde que a atual nova doença, o coronavírus, ou Covid-19, começou na China e logo se alastrou por todo o mundo, os noticiários relatam diariamente novos casos de contaminação no mundo inteiro e, muito pior, de pessoas perdendo suas vidas. Os governos de diversos países tiveram que tomar decisões drásticas, como o fechamento de suas fronteiras, escolas, bares, restaurantes, proibindo eventos públicos etc.
A finalidade é de que o vírus não se alastre rapidamente, evitando assim o colapso de hospitais e centros de saúde. Os cientistas e a indústria farmacêutica trabalham incessantemente na busca de uma vacina contra este mal que foi denominado de pandemia. Como esta doença pode levar à morte, o homem tem medo e se sente inseguro, fazendo de tudo para não ser atingido, ou seja, ele toma providências para se livrar do perigo e não sofrer as consequências da contaminação.
Mas há algo muito pior nesta terra do que o coronavírus! Algo que desde o começo da humanidade vem sendo transmitido de ser humano para ser humano. Algo que nasce com a pessoa e já se manifesta nos primeiros meses de vida. Este algo é o pecado e ele tem consequências muito piores do que qualquer vírus. A Bíblia nos diz, em Romanos 6.23: “Pois o salário do pecado é a morte…”. Esta morte não é somente a morte física, mas a morte espiritual, que separou o homem de Deus. E diariamente vemos os seus efeitos nos seres humanos – mesmo agora nesta crise, onde deveríamos ser solidários, observamos pessoas comprando certos produtos em quantidades exorbitantes – não se preocupando se o outro terá acesso a estes produtos; a violência e a criminalidade aumentam. O feminicídio se alastra assustadoramente e o aborto de milhões de bebês se torna algo totalmente normal. A estrutura familiar conforme Deus planejou é atacada e sistematicamente destruída, fazendo com que crianças e jovens percam a referência e fiquem abandonados. Milhões de pessoas morrem de fome anualmente ao redor do globo! Mas isso está tão longe de nós, a quem interessa? Busca-se o melhor para si em detrimento do próximo. O egoísmo aumenta em nossa sociedade.
Qual é a saída? Será que o ser humano tem como se livrar do pecado e suas consequências? Há alguma força dentro do ser humano que pode mudar essa situação? Não. O homem já provou através dos séculos que não é capaz de vencer com suas próprias forças o pecado. Assim, Deus, em seu grande amor, nos apresenta o caminho para a verdadeira solução através de seu filho, Jesus Cristo. E ele afirma em João 3.16: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”. Claramente Deus nos mostra que há uma saída. Sim, há a possibilidade de não sermos dominados pelo pecado. Através de sua morte na cruz, Jesus venceu o pecado. O problema consiste em que nós não aceitamos a solução que Deus nos apresenta. Agimos como uma pessoa que, aconselhada pelo médico a tomar certo remédio para ser curada, ignora o conselho e por fim chega a morrer!
Hoje, não perca este convite, aceite a saída que Deus te propõe, pois “o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6.23). Reconheça que você lutou para mudar essa situação (da presença do pecado em sua vida), mas que não consegue vencer. Se está nesta situação, Jesus quer transformar a sua vida. Ele quer lhe dar uma nova vida. Uma vida de esperança da qual não se arrependerás!
Extraído do Folheto – Pior que uma pandemia

terça-feira, 24 de março de 2020

0 CORONAVÍRUS – O que Deus está tentando nos dizer?




Texto: A voz do Senhor ressoa sobre as águas; o Deus da glória troveja, o Senhor troveja sobre as muitas águas. A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é majestosa. A voz do Senhor quebra os cedros; o Senhor despedaça os cedros do Líbano (Salmos 29:3-5)

Introdução – A praga alcançou o planeta terra em cheio; o nome dela: CORONAVÍRUS. Não sabemos ao certo de onde ela veio nem como chegou tão rápido até nós, mas uma coisa é inegável, ela revelou a nossa fragilidade e total dependência daquele a quem mais desprezamos: DEUS.

Por falar em Deus uma coisa nos chama a atenção nesse momento e é justamente como as pessoas estão propensas a gritar por ele, outras até mesmo a culpa-lo pela praga que os aflige; porém algumas estão esquecendo que há poucos dias, durante a festa de CARNAVAL estavam zombando e fazendo chacota do Senhor Todo Poderoso nesta festa maldita e imunda.

Eu não quero aqui dizer que Deus está se vingando do mundo ou que ele tenciona matar as pessoas para mostrar o seu poder. Mas uma coisa não podemos negar: Nada acontece no mundo sem o controle e a permissão dEle e se o Todo Poderoso que foi tão ofendido pelo ser humano está permitindo que um mal dessa natureza se abata sobre a terra, cabe a nós, suas criaturas, estar com os ouvidos espirituais bem atentos ao que DEUS está tentando nos dizer.

Deus nunca perdeu o controle
Engana-se tremendamente aquele que supõe que o Nosso Deus perdeu o controle da História do mundo, muito pelo contrário, todos os eventos que aqui ocorrem estão devidamente catalogados e controlados por ele desde os céus.

Não sei exatamente qual a origem desse Vírus (Covid 19) e nem quem são os responsáveis “humanos” pela sua disseminação, mas uma coisa sabemos é que estamos enfrentando uma das maiores ameaças à vida e a sobrevivência no nosso planeta. Minha oração é que passado esse “ai” tenhamos aprendido alguma coisa boa como amar de verdade o nosso próximo, a respeitar a Deus e a viver de forma mais humilde.

No último domingo (22 de março de 2020) todos os nossos templos estavam fechados e suas atividades de adoração paradas, uma cena lamentável e muito triste para o nosso país e para as nossas vidas espirituais. 

Vi lágrimas no rosto de muitos crentes que com o coração apertado viram chegar a hora do culto, mas não tinham para onde ir, a não ser a opção de cultuar on-line ou reunir-se em suas casas com dois ou três membros da família e fazer seu próprio culto.

Foi nesse momento que minha ficha caiu e perguntei a Deus: SENHOR o que estás tentando nos dizer? Sim a todos nós, crentes ou não, uma mensagem está reverberando dos céus e parece que estamos off-line, pois a mensagem continua voltando ao remetente.

Vamos procurar entender como igreja e como seres humanos que somos, o que o nosso pai e criador está falando nesse momento.

Conclusão - Você acha pesado o que estamos atravessando? O que será de nosso mundo então quando a Igreja for levada da terra e rebentar o que a Bíblia chama de Grande Tribulação? Onde estaremos ou onde nos esconderemos no dia que Deus autorizar que venha sobre a terra todos os flagelos (abertura de selos, toques de trombetas e o derramamento das taças da ira de Deus) sobre nós, conforme descrito no livro de Apocalipse?

Estamos gemendo agora e com razão, mas e naqueles dias para onde correremos? Somos tão fortes assim que continuaremos a provocar o Deus Todo Poderoso?

Deus nos ajude a ter humildade para pedir perdão e graça para retornar a louvá-lo e o adorar na beleza da sua santidade. A fim de que ele faça cessar essa praga e nos receba como filhos, livrando-nos assim da IRA VINDOURA, pois nela não haverá antídotos, remédios e nem vacinas para nos aliviar.

Deus abençoe a todos e envie o alívio desse mal que aflige a toda a humanidade...

 Do vosso conservo em Cristo,

                       João Augusto de Oliveira




 

A voz da Palavra Profética Copyright © 2011 - |- Template created by Jogos de Pinguins