segunda-feira, 18 de novembro de 2013

0 Com Deus não existe meio termo; ou você é salvo ou não é.



Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Mateus 6.24a

No versículo citado Jesus deixa bem claro que na vida daquele que se declara “salvo”, deve haver uma decisão definitiva quanto a sua posição diante de Deus e dos homens, ou seja, ou ele é crente ou não é.

 Esse negócio de que Jesus só quer o coração é e sempre foi papo furado e artimanha de Satanás para ludibriar crentes indecisos.

Não podemos estar com um pé dentro da Igreja e o outro no mundo, ou seja, enquanto participamos da mesa do Senhor querermos também participar da mesa dos demônios (1 Co 10.21). Deus absolutamente não aceita esse tipo de fé cristã e de adoração.

Vivendo numa época de relativismo e descompromisso com o verdadeiro evangelho, parece que se tornou natural não se falar em santidade, pureza, doutrina e bons costumes. Não sou nenhum fanático ou radical, prefiro me considerar um “crente conservador” da sã doutrina e dos bons costumes.
Basta observar a situação da Igreja laodiceana (Ap 3.16) para se ter a noção de que Deus exige compromisso total daqueles que lhe servem. Não podemos nos autodenominar cristãos enquanto vivemos dando um péssimo testemunho diante do mundo e assim permitindo que o evangelho seja blasfemado por nossa causa.

Olhe que a Igreja de Laodicéia imaginava que era cristã, acreditava que Deus estava com ela, senão vejamos: “Rico sou e estou enriquecido e de nada tenho falta” (Ap. 3.17a). Essa declaração dos laodiceanos revela o orgulho e a altivez de quem acreditava que além de ser próspero materialmente, ainda tinha Deus com eles. Mas quanto a eles vejam a resposta de Jesus: “e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu” (Ap. .17b).

Infelizmente estamos vendo uma proliferação de pregadores e pastores enganados pelo espírito de Mamom e que imaginam que a posse de alguns bens materiais é símbolo da benção e aprovação de Deus. Mas, nem se dão conta de que muitas vezes enquanto estão numa busca frenética de posses e riquezas, estão na verdade a “ponto de serem vomitados da boca de Jesus”.

Só posso desejar que Deus tenha misericórdia de muitos que estão enganados e sem ao menos perceberem seguem enganando a outros. Nestes cumpre-se aquela palavra que Jesus falou acerca dos fariseus: “Nem entram, nem deixam entrar os que estão para entrar no reino dos céus”.

   Boa semana a todos!

                             João Augusto de Oliveira

0 comentários:

Postar um comentário

 

A voz da Palavra Profética Copyright © 2011 - |- Template created by Jogos de Pinguins