segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

0 Estudo Bíblico - Deus, seu Ser, sua Essência e sua Grandeza.



Texto: Pois o Senhor, o seu Deus, é o Deus dos deuses e o Soberano dos soberanos, o grande Deus, poderoso e temível, que não age com parcialidade nem aceita suborno (Deuteronômio 10:17)

Quem é Deus? É impossível alcançar Deus com o nosso entendimento. Os lampejos que temos  de conhecimento dele emanam da sua própria bondade que “decidiu voluntariamente” nos revelar.

Deus determinou revelar-se a humanidade de forma progressiva, usando vários meios:

A Revelação Progressiva 
Há muito tempo Deus falou muitas vezes e de várias maneiras aos nossos antepassados por meio dos profetas, mas nestes últimos dias falou-nos por meio do Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e por meio de quem fez o universo. (Hebreus 1:1,2)
a.    A Adão Deus revelava-se pessoalmente (Gênesis 3.8)
b.    Aos Patriarcas revelou aspectos da sua grandeza (Gênesis 17.1)
c.    Não foi perfeitamente conhecido dos Patriarcas (Êxodo 6.3)
d.    Ele revelou o seu NOME a Moisés (Êxodo 3.13-14)
e.    No passado através dos Profetas
f.     Hoje fala-nos através do Filho
g.    A revelação geral: Essa comunicação se dá por meio da Criação, sua intervenção na História e na constituição da humanidade.
Isaías 57.15)

Deus embora Alto e Sublime, procura relacionar-se com o ser humano de forma harmoniosa, no entanto Ele estabelece um pré-requisito: contrição e humilde de espírito (Isaías 57.15)
CONTRIÇÃO: sentimento pungente de arrependimento por pecados cometidos e pela ofensa a Deus, menos pelo receio do castigo do que pelo amor e gratidão à divindade.
O Senhor não nos dá todas as respostas. ...“agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho…” (I Coríntios 13.12).

A Teofania 
A teofania é uma das formas utilizadas por Deus, após o pecado de Adão e Eva, para se revelar no Antigo Testamento. Ela se dava quando o Senhor aparecia sob a forma de: anjo, homem de fogo, nuvem, voz audível, etc.
Exemplos:
·         Deus apareceu a Jó num redemoinho (Jó 38.1)
·         Apareceu a Abraão em forma de homem (Gênesis 18.1-8; 17.1)
·         Apareceu a Isaque (Gênesis 26.2,24)
·         Apareceu a Jacó (Êxodo 6.3; Gênesis 28.13-17)
·         Na sarça ardente (Êxodo 3.2-6)
·         Na coluna de nuvem e fogo (Êxodo 14.24)
·         Na nuvem escura sobre o Monte Sinai apareceu a todo o povo (Êxodo 19.9,11,16-19; 20.18-21)
·         E também aos anciãos (Êxodo 24.9-11.15-18)
·         E ainda na tenda da congregação (Êxodo 33.7-11)

A Grandeza de Deus
a.    Criou todas as coisas (Genesis 1; Isaias 40.26)
b.    Conta o número de estrelas e chama-as pelo nome (Salmos 147.4; Isaías 40.26)
c.    Mediu a agua do mar com a concha das mãos (Isaias 40.12)
d.    As nações diante dele (Isaías 40.15)
e.    Ele está assentado sobre o globo da terra (Isaías 40.22)
f.     Ele não se cansa nem se fatiga (Isaias 40.28)
g.    Ele levanta e também abate (I Samuel 2.7)


Alguns dos Atributos Deus

No decorrer da Bíblia, o Senhor vai revelando partes de seus atributos. Esses atributos são divididos em dois grupos: atributos incomunicáveis e os atributos comunicáveis.
Atributos incomunicáveis: são exclusivos da divindade. Apenas o Senhor os têm. São eles:
·         Perfeição – Porventura alcançarás os caminhos de Deus, ou chegarás à perfeição do Todo-Poderoso? (Jó 11.7)
·         Espiritualidade – Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. (João 4.24)
·         Infinidade – E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse. (…) porque tu me amaste antes da fundação do mundo. (João 17.5,24)
·         Eternidade – O teu trono está firme desde então; tu és desde a eternidade. (Salmos 93.2)
·         Imutabilidade – E também diz: “No princípio, Senhor, firmaste os fundamentos da terra, e os céus são obras das tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; envelhecerão como vestimentas. Tu os enrolarás como um manto, como roupas eles serão trocados. Mas tu permaneces o mesmo, e os teus dias jamais terão fim”. (Hebreus 1:10-12)
·         Onipresença e Imensidade – “Sou eu apenas um Deus de perto”, pergunta o Senhor, “e não também um Deus de longe? Poderá alguém esconder-se sem que eu o veja? “, pergunta o Senhor. “Não sou eu aquele que enche os céus e a terra? “, pergunta o Senhor. (Jeremias 23:23,24)
·         Onipotência – Pois nada é impossível para Deus. (Lucas 1.37)
Atributos comunicáveis: são aqueles que podem ser espelhados pelo ser humano, embora numa escala infinitamente menor. São eles:
·         A Santidade – pois está escrito: “Sejam santos, porque eu sou santo”. (I Pedro 1.16)
·         Verdade e Fidelidade – Nas tuas mãos entrego o meu espírito; resgata-me, Senhor, Deus da verdade. (Salmos 31.5)
·         O Amor – Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. (…) Assim conhecemos o amor que Deus tem por nós e confiamos nesse amor. Deus é amor. Todo aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele. (1 João 4.8,16)
·         Bondade – O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras. (Salmos 145.9)
·         Misericórdia, Longanimidade e a Graça – Misericordioso e piedoso é o Senhor; longânime e grande em benignidade. (Salmos 103.8)
·         Justiça – Deus é juiz justo, um Deus que se ira todos os dias. (Salmos 7.11)
·         Sabedoria – Com ele está a sabedoria e a força; conselho e entendimento tem. (Jó 12.13) 

Como se chegar a Deus?

·         Jesus, a porta (João 14.6; 10.10)
·         Orando (Salmos 141.1,2)
·         Vivendo uma vida de santidade (I Pedro 1.15-16)
·         Lendo a Bíblia (Joao 14.21)
·         Perdoando e buscando o perdão (Mateus 6.14-15)
·         Amando ao próximo (I João 4.20; 4.8; João 13.34)
        

       Vários autores







terça-feira, 9 de janeiro de 2018

0 JESUS – Maior homem que já pisou esta terra




Texto: E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?   (Mateus 8.27)

INTRODUÇÃO -  Jesus foi não somente um homem, mas ele é Deus que caminhou entre nós. Sabemos que quando ele por aqui andou (há dois mil anos), o fez com a sua dupla natureza (homem e Deus). Como homem ele foi simplesmente o maior, o mais esplêndido e o mais importante de todos.

Quando comparados a Ele, homens como Isaac Newton, Sidarta Gautama (Buda), Maomé, Emanuel Kant, Cristóvão Colombo, Pedro Alvares Cabral, Napoleão Bonaparte, Alexandre Magno ou qualquer outro nome que queiramos citar, ofusca-se totalmente. É como se puséssemos uma lâmpada de 60 Watts próximo ao sol.

Por isso a Igreja hodierna não tem desculpa para não o adorar, nem subterfúgios válidos para não seguir os seus passos. Mas porque Jesus é simplesmente o maior?

1.        Ele nasceu de forma extraordinária – Todos nós sabemos que tradicionalmente nascemos de uma relação sexual entre um homem e uma mulher.

Exceto a inseminação artificial todos somos produtos da junção entre espermatozoide e óvulo. Toda a raça humana foi dessa maneira gerada desde Adão e Eva (exceções). Esse foi o único caminho para chegar ao mundo dos mortais. Mas quando a Bíblia fala dEle (JESUS) diz-nos que “uma virgem dará à luz” (Isaías 7.14).

Sem a participação masculina, ou seja, sem o sêmen masculino (semente afetada pela queda de Adão) a semente foi gerada no ventre de Maria e ela simplesmente achou-se grávida do filho de Deus, introduzindo assim o santo a este mundo.

2.      Ele viveu uma vida absolutamente pura – Todos os homens que por aqui passaram e passarão são pecadores, nenhum de nós pode fugir dessa mácula chamada pecado.

Mas ele (JESUS) como um cordeiro Santo e imaculado nasceu e viveu neste mundo sem contaminar-se com ele. O apóstolo Pedro chega a dizer que “...na sua boca nunca se achou engano” (I Pedro 2.22) isso não é para qualquer um meu amigo.

Mesmo sendo sujeito as mesmas tentações que nós, senão maiores que as nossas, ele as venceu de forma totalmente triunfal. Um grande exemplo é a tentação que sofreu quando passou quarenta dias no deserto, sendo confrontado por satanás:

a.      Tentado a transformar pedras em pães (Mateus.4.3) – Ele está com fome, cansado e desnutrido; quando chega o seu arqui-inimigo e o provoca: “Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães”.

b.      Tentado a provocar a Deus (Mateus 4.5,6) – Quando provocado a pular do Pináculo do Templo sob a falsa alegação demoníaca (ele te livrará como diz no Salmo 91), Jesus responde com uma citação bíblica bombástica - Também está escrito: “Não tentarás (provocarás) a Deus, teu Senhor”.

OBS: O interessante nesta passagem é que a antiga serpente (satanás) cita a própria Bíblia para Jesus tentando enganá-lo. Mas Jesus não se deixou enganar, pois conhecendo totalmente a Palavra, dá-lhe uma metralhada sem piedade.

O maior engodo do Diabo e seus adeptos (os falsos profetas) é usar a Bíblia fora de contexto a fim de enganar o povo de Deus, se não estivermos diariamente examinando as Sagradas Escrituras e praticando seus ensinamentos, corremos um grande risco de ser enganados e vir a provocar a santidade de Deus.

c.      Tentado a adorar o Diabo – Após mostrar a Jesus a parte que lhe pertencia neste mundo (suponho eu que incluía as riquezas vãs, a gloria do mundo, a prostituição e todos os prazeres impróprios e imorais) o diabo dá a cartada final: Tudo isso eu lhe darei, se apenas ajoelhar e me adorar.

Nesta hora eu imagino a cena - Céu e inferno param para observar o desfecho, mas de repente Jesus irrompe noutra citação das Escrituras que vai como um míssil na cabeça do diabo: Está escrito – adorarás somente ao Senhor teu Deus. Glória a Jesus eternamente!

3.      Ele viveu aqui uma vida de milagres – Desde a cura de uma febre (sogra de Pedro) até a ressurreição de alguém morto há quatro dias (Lázaro) Jesus demonstrou com sinais e milagres que ele tinha autoridade como nenhum outro homem que por aqui passou.

OBS: Esta autoridade para realizar grandes obras em seu nome (e até maiores) ele concedeu à Igreja, aos crentes salvos, não somente os da sua época como alegam alguns (cessacionistas), mas a todos os salvos em todas as eras da Igreja até o arrebatamento.

Não encontramos base em livro algum da Bíblia para afirmar que os milagres e o Batismo no Espírito Santo foram algo restrito aos apóstolos ou a um seleto grupo de cristãos dos primeiros séculos; antes o que Pedro diz enfaticamente é que esses Dons sãos para todos os salvos (Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. Atos 2:39).

Qualquer afirmação além disso é falácia e falsa interpretação da Bíblia.

4.      Ele morreu em nosso lugar para nos garantir Salvação -  somos pecadores e sem o sacrifício expiatório de Jesus estávamos todos condenados a morte eterna (Romanos 6.23ª).

Nenhum homem podia escapar da sentença que pesava sobre ele por causa dos seus milhares de pecados. Se Jesus não tivesse morrido em nosso lugar esteja certo que um dia todos nos encontraríamos no LAGO DE FOGO E ENXOFRE, local determinado por Deus para o cumprimento da nossa sentença.

Para que isso não acontecesse Jesus se prontificou a pagar o preço dos nossos pecados com a sua vida imaculada e incontaminada, satisfazendo assim a justiça divina e garantindo aos pecadores um lugar no paraíso ao invés das chamas abrasadoras. Isso homem algum poderia fazer.

5.      Ressuscitou e venceu a morte para nunca mais morrerE, no fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro.

E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor, descendo do céu, chegou, removendo a pedra da porta, e sentou-se sobre ela.

E o seu aspecto era como um relâmpago, e as suas vestes brancas como neve.

E os guardas, com medo dele, ficaram muito assombrados, e como mortos.

Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado.

Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia (Mateus 28:1-6)

Todos os grandes homens da humanidade sem exceção morreram e até que Jesus dê a ordem continuarão mortos, jazendo em seus túmulos. Ele (JESUS) porém, ao terceiro dia venceu os grilhões da morte e voltou a vida para sempre. Essa façanha que exige um poder extraordinário nenhum homem pôde ou poderá realizar, hoje ou daqui a um milhão de anos. Somente Deus tem o poder de determinar que uma pessoa morta volte a vida e isso aconteceu com Jesus de Nazaré.

CONCLUSÃO - Você conhece alguém que realizou façanha igual? Pode apresentar provas históricas e documentais como os milhares (manuscritos e pergaminhos) que existem em relação a Jesus? Ele foi o maior homem da história, pois não somente é um homem, mas é o Senhor dos senhores, Rei de reis, Deus conosco (Emanuel).

A Ele Glória para todo o sempre, pois é Deus eternamente (Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém Romanos 9:5)

Vosso conservo em Cristo,

                             João Augusto de Oliveira

  


segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

0 Reflexão – Ao passar, que Jesus te encontre orando





Orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos (Efésios 6.18 / ARC)

Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos (Efésios 6.18 /NVI)

Todos os santos da Bíblia que conheço, foram homens de intensa vida de oração. Até mesmo o “Deus Encarnado”, o Senhor Jesus, viveu uma vida dedicada a oração.

A Bíblia ensina-nos enfaticamente que uma vida frutífera espiritual e materialmente é resultado de horas de dedicação à oração. Pouca oração pouco poder; muita oração muito poder e nenhuma oração nenhum poder. A Igreja da nossa geração está prestes a tornar-se um museu de santos porque as reuniões de oração, os quartos secretos do clamor e as vigílias de busca incessante estão deixando de existir.

Mas que seja a nossa meta em 2018, que ao passar Jesus nos encontre orando.

·      Se a luta vier que ela nos encontre orando – Quando oramos somos fortalecidos por Deus e assim capacitados a vencer todas as lutas.

Quando as provas e dores vierem ao teu encontro durante este ano que se inicia, que não te encontrem, pois estarás na presença de Deus orando.

·      Se a oportunidade vier estejas orando – Não sabemos quando a benção baterá a nossa porta, mas que seja o nosso alvo estar pronto (orando), para que no momento que a benção vier possamos perceber e de joelhos agradecer aquele que a enviou, DEUS.

·      Se as calúnias viverem que elas te encontrem de joelhos – Odiamos a ideia de ser caluniados (principalmente por muitos que tomam a ceia do nosso lado), mas não podemos fugir ao fato de que isso acontece com muita frequência.

No entanto, gostaria de te fazer um convite, para que “quando” a calúnia vier estejas em tanta comunhão com Deus, em oração, que nem ao menos te dês conta que alguém emprestou os seus lábios ao adversário, a fim de servir de instrumento para destruir a tua imagem.

·      Quando leres a tua Bíblia que estejas em profunda oração – Temos milhares de métodos de interpretação bíblica, porem o que eu considero mais “eficaz” é a oração.

O escritor da Bíblia por excelência é Deus e acredite que jamais poderemos entende-la totalmente a menos que em oração humilde e sincera busquemos as grandes revelações contidas na sua Palavra.

·      No momento da Volta de Jesus que estejas debaixo da cobertura da oração – Ele virá a qualquer momento para buscar a sua Igreja aos céus, julgar esse mundo e cumprir suas promessas a Israel.

Porém é de suma importância que vindo nos encontre mergulhados em profunda e santa oração intercedendo pelo mundo perdido, pela Igreja apostata, pelos projetos missionários, pela santidade constante e pela transformação a um estado de glória.

Se ele nos encontrar assim então saberá que estamos plenos e preparados para deixar essa terra fétida e ir morar com ele para toda a eternidade.

·      Se ele vier hoje te encontrará orando ou murmurando?

Feliz Ano Novo!!!

                            João Augusto de Oliveira


 

A voz da Palavra Profética Copyright © 2011 - |- Template created by Jogos de Pinguins