quinta-feira, 16 de novembro de 2017

0 Reflexão – O perigo das raposas e das raposinhas





Texto Base: "Apanhai-nos as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas, porque as nossas 
vinhas estão em flor." (Cantares 2:15)

INTRODUÇÃO -  Raposa - animal mamífero, carnívoro da família dos Canídeos, com 4 gêneros e muitas espécies. São animais oportunistas e se alimentam principalmente de aves, roedores, peixes, insetos, ovos, etc. Sua caça era um esporte tradicional na Inglaterra, tendo sido proibida em 2005.

Os animais que ocorrem na América do Sul e são chamados de ¨raposas¨, na realidade são ¨falsas raposas¨, pois pertencem ao gênero Canis, diferentemente das verdadeiras raposas e é também o símbolo da esperteza (Fonte: http://www.dicionarioinformal.com.br/raposa/ )

Todos sabemos que as raposas (literais) não se alimentam de uvas para que elas estejam ameaçando as vinhas. O autor sacro diz-nos que elas fazem mal, ou seja, danificam as vinhas.

Encontramos neste belíssimo texto poético quatro elementos interessantes, que vale a pena refletir a respeito: 

1º (as vinhas), 2º (as raposas), 3º (as raposinhas) e (alguém responsável pelas vinhas = apanhai-nos).
1.     VINHAS – é do conhecimento de todos que vinha aqui traz o simbolismo de rebanho, congregação, Igreja (Ekklesia/GREGO).

Quando o escritor sacro falou que as vinhas estavam em flor queria dar-nos a ideia da beleza e da vivacidade que a Igreja do Senhor alcança de tempos em tempos. Certo é que passamos períodos de escassez espiritual e material, mas não podemos deixar de reconhecer que, vez por outra, a benção de Deus nos alcança de maneira poderosa. É justamente nestes momentos que devemos ficar atentos e ser extremamente cuidadosos para que forças externas (raposas e raposinhas) não causem sérios danos a obra de Deus.

Jesus estabeleceu a sua Igreja como coluna e firmeza da verdade (I Tm 3.15) a fim de proclamar esta mesma verdade ao mundo e ser luz e sal, evitando assim a putrefação que o pecado produz sobre a vida humana entregue a ele. Estabeleceu-a para que “...as portas do inferno não prevaleçam contra ela” (Mateus 16.18). Mas isso não quer dizer, contudo que o inferno não tentará derrubar a Igreja e danificá-la, mas sim que ele não conseguirá o seu intento, pois o Espírito de Deus o repreenderá.

2.     RAPOSAS – Símbolo daquilo que destrói a vinha de Deus = PECADO.
Uma das coisas mais terríveis que observo nos dias hodiernos são pessoas brincando com o pecado, como se ele não fosse assim tão nocivo e danoso quanto parece. Pior que muitos que brincam são pastores, obreiros, responsáveis por cuidar da vinha do Senhor. Mas que ao invés de vigiá-la a fim de evitar a entrada das “raposas”, simplesmente ignoram o perigo e porque não dizer que até as vezes conduzem essas raposas até a entrada da vinha e permitem que entrem e causem estragos.

Essas raposas são as concessões ao pecado na casa de Deus, o adultério desenfreado, os divórcios totalmente contra a Palavra de Deus, a corrupção, a fornicação que se espalhou como uma praga no meio da nossa juventude, etc. Tudo o que causa dano a obra de Deus é raposa destruidora.

3.     RAPOSINHAS – pequenos pecados que parecem passar totalmente despercebidos – nós costumamos condenar veementemente as “grandes raposas”, mas esquecemos de olhar que as vezes as pequenas causam tanto dano, senão pior do que as grandes.

O Senhor Jesus já nos seus dias de ministério terreno dizia em tom severo aos fariseus: Ai de vós, doutores da Lei e fariseus, hipócritas! Porque fechais o reino dos céus diante dos homens. Porquanto vós mesmos não entrais, nem tampouco deixais entrar os que estão a caminho!  (Mateus. 23.13 / KJV)

Fechamos aos homens as portas do Reino dos Céus quando não tratamos o pecado com o rigor que ele merece e simplesmente assistimos o rebanho de Deus (A VINHA) fazer o que quer e não admoestamos ou exortamos a que se arrependam.

Essas raposinhas estão em todo lugar passando-se por coisas lícitas e inocentes aos olhos dos incautos. Sabe aquele negócio de “nada a ver” e “um pouquinho não faz mal” ou então “Deus só quer o coração”? Alguns são mais descarados e usam como desculpa o jargão: “mas todo mundo faz a mesma coisa”. Só porque todo mundo faz a mesma coisa isso não quer dizer que ela esteja correta.

Com essas desculpas esfarrapadas alguns pensam que podem enganar a Deus e viver em mentiras, roupas sensuais, xingamentos, palavrões, expondo seus corpos em vitrine (esquecendo que é TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO), espalhando mexericos etc. Isso tudo são raposinhas que muitas vezes ninguém percebe que ela está ali, causando danos a vinha de Deus e estragando seus frutos.

4.     AQUELE QUE CUIDA DA VINHA – O apóstolo Paulo corroborando o profeta Jeremias disse que Deus mesmo foi quem deu à Igreja pastores segundo o seu coração, que as apascentem com sabedoria, a fim de um dia apresenta-la como virgem “imaculada” a um marido, a saber, a Cristo (Jeremias 3.15; Efésios 4.11; I Pedro 5.2-12; II Coríntios 11.2).

Tenho um extremo respeito aos pastores que Deus escolheu para guiar o seu rebanho e falo isso com temor e tremor, mas tenho que falar.

Muitos de nossos pastores precisam abrir os olhos enquanto é tempo, pois estão adquirindo a “síndrome de Arão” e permitindo que o rebanho faça o que quer da casa de Deus, não os repreendem por medo da pressão e da perda do cargo (ou benefícios). E por causa disto as raposas e as raposinhas estão destruindo as vinhas do Senhor.

Acredite meu caríssimo Pastor, se você permitir que o pecado e o mundanismo destrua a pureza da Igreja que está aos seus cuidados, Deus vai cobrar um preço muito alto de você. É melhor se indispor com o povo e com colegas de ministério do que com Deus. Ouça o que diz Samuel: Se um homem pecar contra outro, Deus o julgará; mas se um homem pecar contra o Senhor, quem intercederá por ele? (I Samuel 2.25a).

CONCLUSÃO – Deus entregou nas mãos de cada Pastor uma noiva pura, adornada e bem cuidada e espera no dia da sua volta recebê-la de igual maneira; acrescida daqueles que ele conseguiu agregar ao rebanho. O que ele dirá se Naquele dia encontrar das suas mãos apenas metade do rebanho que ele te confiou e essa metade suja, desgastada pela impureza, cheia de feridas e com as roupas manchadas?

     Pense nisso,

                               João Augusto de Oliveira

domingo, 12 de novembro de 2017

0 Reflexão Bíblica: 03 razões para Deus nos colocar no "deserto"





Texto de apoio:
"Lembrem-se de como o Senhor, o seu Deus, os conduziu por todo o caminho no deserto, durante estes quarenta anos, para humilhá-los e pô-los à prova, a fim de conhecer suas intenções, se iriam obedecer aos seus mandamentos ou não (Deuteronômio 8:2).


Introdução
- Deserto (Região árida, coberta por um manto de areia em que é quase absoluta a ausência de vida). Uma região que ninguém gosta de pensar, muito menos morar. A não ser os povos que vivem por tradição no deserto, outros nem se aventuram a ir lá, sob risco de perder a vida ou sofrer grandes agruras.


   No deserto como todos sabem  a temperatura pode sofrer oscilações bruscas de 50º C durante o dia e –5º C à noite, fazendo com que o corpo humano sofra violentamente. A ausência de água neste lugar também pode ser outro fator de risco, pois leva-nos rapidamente a desidratação e a morte. Isso sem falar nos animais peçonhentos (escorpiões e serpentes) que são em alguns casos fatais.


     Sendo estes lugares tão perigosos porque então Deus muitas vezes nos permite ir lá? Porque esse sofrimento é imposto ao justo algumas vezes? Será que Deus tem prazer em ver-nos sofrer?


1. Deus nos permite ir ao deserto para revelar que somos de fato
- Segundo a Bíblia todos nós somos para Deus como o imundo e nossas justiças trapos de imundícia (Isaías 64.6). Contudo parece que nunca aprendemos isso de fato.


    Pois no fundo somos egoístas e arrogantes como se o mundo girasse em torno de nós. Humilhamos as pessoas as vezes, muitas delas usando até mesmo de prerrogativas espirituais. É justamente nessa hora que Deus precisa nos humilhar e mostrar quem realmente somos, NINGUÉM!


   Veja Moisés quando ainda estava no palácio de Faraó, imaginando que podia libertar o povo de Israel com a força do seu próprio braço, a ponto de tirar a vida de um egípcio no processo. Deus teve que intervir e mandá-lo à UNIVERSIDADE DO DESERTO para que lá, aprendesse quem realmente ele era.


2. Deus nos permite ir ao deserto para provar o que há no nosso coração - Lembra quando o Espírito conduziu o Senhor Jesus ao deserto para ser tentado pelo diabo (Mateus 4.1...)?

Jesus não precisava passa por aquela prova, mas a suportou bravamente e venceu, para nos dar uma grande lição: mesmo no deserto podemos vencer a tentação e mostrar que afinal o nosso coração pertence a Deus.


Em meio as benesses da vida, aos carros, aos salários altos, ao glamour das conquistas e aos holofotes não mostramos nossa verdadeira face, nem revelamos o que verdadeiramente há em nosso coração. Somente quando ficamos sós no ermo é que sabemos quem verdadeiramente somos.


Conheço muita gente que vivia acostumada a regalias e holofotes, mas no dia que perdeu tudo isso e foi para o deserto mostrou-se insano e blasfemador de Deus. Dando prova claríssima que servia a Deus somente por causa das bençãos recebidas.


Citamos mais uma vez o exemplo de Moisés que uma vez perdendo as regalias do palácio contentou-se com Deus por quarenta anos no deserto de Midiã. Belo exemplo a ser seguido.


3. NO deserto Deus revela-se a nós com grande poder
- Sim ele pode revelar-se em qualquer lugar, contudo a Bíblia mostra-nos claramente que ele o faz de maneira plena quando estamos no deserto.
Por quê? Talvez porque lá estejamos mais quebrantados, mais humilhados, mais dependentes dele. Assim propensos a receber mais da sua presença e glória.


Olhemos mais uma vez para Moisés no deserto quando estava em Horebe. A experiência que teve com o Todo Poderoso na Sarça Ardente, creio eu que valeu por todos os anos de privação e sofrimento que o deserto lhe proporcionou.


Ali a mão de Deus foi sobre Moisés de tal maneira que ele foi totalmente transformado para nunca mais voltar a ser o mesmo.


CONCLUSÃO
- Se você está no deserto, cuidado antes de murmurar e reclamar. Deus não nos coloca no deserto para nos matar, pelo contrário, ele quer nos fazer mais fortes, preparados e cheios da sua glória, a fim de realizar a obra que ele nos chamou.


     Bom domingo e uma ótima semana a todos,


                         João Augusto de Oliveira

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

0 Lições Bíblicas 1° Trimestre de 2018, Adultos – CPAD





Lições Bíblicas 1° Trimestre de 2018, Adultos – CPAD
TÍTULO: A Supremacia de Cristo
Subtítulo: Fé, Esperança e Ânimo na Carta aos Hebreus
Comentarista: Pr. José Gonçalves
Revista: Do Professor
Classe: Adultos


LIÇÕES
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 2 - Uma Salvação Grandiosa
Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de Deus
Lição 5 - Cristo é Superior a Arão e à Ordem Levítica
Lição 6 - Perseverança e Fé em Tempo de Apostasia
Lição 7 - Jesus - Sumo Sacerdote de uma Ordem Superior
Lição 8 - Uma Aliança Superior
Lição 9 - Contrastes na Adoração da Antiga e Nova Aliança
Lição 10 - Dádiva, Privilégios e Responsabilidades na Nova Aliança
Lição 11 - Os Gigantes da Fé e o seu Legado para a Igreja
Lição 12 - Exortações Finais na Grande Maratona da Fé


FONTE: https://sub-ebd.blogspot.com.br/2017/11/licoes-biblicas-1-trimestre-de-2018.html 

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

0 A política e a Igreja - Uma junção perigosa





Eu os estou enviando como ovelhas entre lobos. Portanto, sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas. Mateus 10:16

INTRODUÇÃO - Há alguns anos atrás escrevi uma postagem falando acerca do enorme perigo que corre a Igreja brasileira unindo-se em laços estreitos com a política. Acredito que qualquer pessoa de bom senso reconhecerá que eu estava coberto de razão quando falava dos meus temores em relação a esta junção.

Passados alguns anos posso dizer que infelizmente a profecia tornou-se realidade, pois o que vemos é realmente absurdo  no meio evangélico. Políticos ditando as regras na Igreja do Senhor, pastores brigando entre si por causa de apoio a políticos e homens que deveriam estar cuidando dos seus rebanhos e preparando a noiva do cordeiro para ir ao céu, estão na verdade entregando seu rebanho aos lobos etc.

                        Uma junção perigosa - será que Deus a aprova?

Não se pode duvidar da extrema corrupção que grassa a nossa politica brasileira, da crise econômica e do desemprego galopante que vem assolapando o nosso país, mas em meio a tudo isso vejo algo ainda mais espantoso: Políticos cristãos (supostamente) defendendo corruptos e dizendo que Deus está no negócio.

Dia desses ouvi uma declaração da liderança de uma grande Igreja Evangélica no nosso Brasil dizendo que "Deus colocou o Presidente Temer no poder", confesso que ao ouvir tal declaração (que é corroborada por muitos outros cristãos/pastores/deputados) eu fiquei de cabelo em pé. Olha não estou dizendo que gosto da ideologia do PT ou que Dilma foi uma excelente presidente, mas afirmar que Deus colocou Temer no poder é uma declaração por demais ousada, talvez insana.

Afirmar que Deus o colocou no poder é dizer que Deus concorda com as Reformas propostas (algumas já aprovadas) pelo Governo Federal. Reformas estas que na sua grande maioria vieram somente para tirar direitos dos trabalhadores, para não dizer que em alguns casos, chega a transformar o trabalhador em escravo (sem direitos a nada) e fadado a trabalhar apenas pelo básico para viver. 

Basta analisar o texto da Reforma Trabalhista e qualquer pessoa (nem precisa ser advogado) poderá ver que as alterações foram totalmente "prejudiciais" ao trabalhador; isso sem falar na famigerada "Reforma da Previdência" que se aprovada, trará grandes prejuízos aos que estão buscando o momento da aposentadoria. Estamos vendo a alta de preços como nunca antes, aumentos frequentes na conta de luz, no gás de cozinha etc. Dizer que Deus concorda com isso realmente é uma declaração muito estranha, pelo menos à minha mera compreensão.

Várias denúncias contra o Governo Federal foram vetadas pela Cãmara dos Deputados antes mesmo de chegarem aos tribunais porque políticos votaram a favor do arquivamento total da denúncia, dentre estes, muitos evangélicos de renome (pastores de grandes Igrejas e pregadores internacionais). E ainda querem nos enfiar "goela abaixo" que quem questiona está errado e agindo contra a vontade de Deus?

Fico perplexo diante deste cenário grotesco que se desenrola diante de nós. Pior que tem gente que fica andando de Igreja em Igreja não para evangelizar o ajudar os irmãos na fé, mas apenas para fazer campanha política pra esse ou aquele deputado "EVANGÉLICO" que aparece de quatro em quatro anos somente para pedir votos. 

CONCLUSÃO  - Será que Deus realmente concorda com toda essa baderna e confusão ou estamos enganando a nós mesmos? Será que Deus concorda que a sua Igreja seja feita de massa de manobra para pastores inescrupulosos ganhar favores de políticos? Será que Deus está de acordo com a criação de leis injustas que visam tirar direitos do podre e transformá-lo em escravo dos patrões? Deus concorda que um Presidente acusado não vá a julgamento para ficar provada a sua inocência ou não? Por fim será que Deus concorda com centenas de pastores (Homens de Deus) que deveriam estar ocupando-se da pregação do Evangelho, ao invés disso estão apioando a opressão e incentivando a corrupção? 

Pense nisso,
                       João Augusto de Oliveira




segunda-feira, 23 de outubro de 2017

0 Recomendações ao Pregador da Palavra




1 Co 9:15-27

INTRODUÇÃO
 
Jesus pagou com o Seu próprio sangue a salvação de todos nós! Sacrifício nenhum ficou sob nossa responsabilidade e nada que pesasse sobre os nossos ombros, ou seja: Ele quitou a dívida de todos e nos incumbiu tão somente de fazer notório entre as nações do mundo inteiro que a Porta da Graça está aberta. Com o Seu duplo imperativo: Ide e pregai e Ide e Anunciai, ficamos responsáveis pela pregação da Sua Palavra. O que Paulo acatou como prioridade em seu ministério, quando afirmou em sua Primeira Carta ao Coríntios 9:16-23:   “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho!  E, por isso, se o faço de boa mente, terei prêmio; mas, se de má vontade, apenas uma dispensação me é confiada. Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo, para não abusar do meu poder no evangelho. Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos, para ganhar ainda mais.  E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivera debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei.  Para os que estão sem lei, como se estivera sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei.  Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para, por todos os meios, chegar a salvar alguns.  E eu faço isso por causa do evangelho, para ser também participante dele.”

Assim como Paulo, que antes de conhecer o Senhor era perseguidor da Igreja. Nós que em outro tempo andávamos desgarrados do aprisco do Senhor, assumimos a responsabilidade de pregar a Palavra a tempo e fora dele. Entendendo que além do privilégio e a honra que temos em assim fazer, esta é a nossa principal obrigação.
 
ESBOÇO
 
01. - QUE SEJA REALMENTE NASCIDO DE NOVO E VIVA UMA GENUÍNA CONVERSÃO:
2Co 5:20 - "De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamos-vos, pois, da parte de Cristo que vos reconcilieis com Deus."
 

02. - QUE SEJA DIGNO, SINCERO E PIEDOSO HOMEM DE ORAÇÃO:
1Ts 5:17 - "Orai sem cessar."
 

03. - QUE SEJA PROFUNDAMENTE AMOROSO E COMPASSIVO:
1Pe 1:22 - "Purificando a vossa alma na obediência à verdade, para caridade fraternal, não fingida, amai-vos ardentemente uns aos outros, com um coração puro."
 

04. - QUE SEJA APAIXONADO PELAS ALMAS PERDIDAS:
Mt 9:36  - "E, vendo a multidão, teve grande compaixão deles, porque andavam desgarrados e errantes como ovelhas que não têm pastor."
 

05. - QUE ESTUDE DIARIAMENTE A BÍBLIA:
1Tm 4:13 - "Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá."
 

06. - QUE DÊ BOM TESTEMUNHO ATRAVÉS DE SEU SÓBRIO VIVER:
1 Pe 1:13 - "Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo."
 

07. - QUE CONHEÇA RELATIVAMENTE BEM O SEU IDIOMA.
 

08. - QUE PREGUE MENSAGENS CRISTOCÊNTRICAS:
At 8:5 - "E, descendo Filipe à cidade de Samaria, lhes pregava a Cristo."
 

09. - QUE AS MENSAGENS QUE PREGAR SEJAM INSPIRADAS E INSTRUTIVAS:
Jo 6:63 - "O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida."
 
 
10. QUE CONHEÇA OS PRINCÍPIOS  BÁSICOS DA ÉTICA SECULAR E CRISTÃ.
 

11. - QUE PREGUE A CRISTO E NÃO A SI MESMO:
1Co 2:1-5 - "E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado. E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor. A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus."
 
 
12. - QUE SEJA REVERENTE E SUBMISSO A DEUS:
1Pe 5:6 - "Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte."
 
 
13. - QUE NUNCA USE O PÚLPITO PARA ATACAR A OUTREM, SOB O PRETEXTO DE QUE “DEUS ESTÁ FALANDO:
Jr 23:16, 28 - "Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Não deis ouvidos às palavras dos profetas que entre vós profetizam; ensinam-vos vaidades e falam da visão do seu coração, não da boca do SENHOR. O profeta que teve um sonho, que conte o sonho; e aquele em quem está a minha palavra, que fale a minha palavra, com verdade. Que tem a palha com o trigo? Diz o SENHOR."
 
 
14. - QUE CONDENE O PECADO COM AUTORIDADE BÍBLICA NO ESPÍRITO SANTO:
Jr 23:29 - "Não é a minha palavra como fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiúça a penha?"
 
 
15. - QUE SEJA CHEIO DO ESPÍRITO SANTO: 
At 1:8 - "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra."


16. - QUE SEJA EXPERIENTE:
1 Tm 3:6 "Não  neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo."

CONCLUSÃO

Sobre os fiéis pregadores da Palavra, a Bíblia diz em Isaías 52:7: - “Quão suaves são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina!” O que Paulo reitera na sua Carta aos Romanos 10:15:“E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas!”
 
Que o Espírito Santo de Deus inspire a todos os pregadores da Palavra da Verdade.


Jorge Albertacci
Pastor Emérito da Assembleia de Deus do Retiro
 

A voz da Palavra Profética Copyright © 2011 - |- Template created by Jogos de Pinguins