segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

1 Discriminação – será que ela existe na Igreja?


Discriminar significa "fazer uma distinção". Existem diversos significados para a palavra, incluindo a discriminação estatística ou a atividade de um circuito chamado discriminador. O significado mais comum, no entanto, tem a ver com a discriminação sociológica: a discriminação social, racial, política, religiosa, sexual, por idade ou nacionalidade, que podem levar à exclusão social e são o assunto deste artigo (http://pt.wikipedia.org/wiki/Discrimina%C3%A7%C3%A3o, acesso em 03 de Dezembro de 2012; 17h45minhs).

O Brasil faz campanhas e mais campanhas no afã de reduzir a discriminação, de todas as formas possíveis. Existem inclusive leis específicas que visam punir aqueles que forem acusados de tal prática 
(http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9459.htm). Até a mídia se envolve nesta onda de banir toda a forma de discriminação.

E vou falar a verdade; eu sou totalmente a favor da punição severa a todo tipo de discriminação. Como descendente de negros que sou, com todo orgulho, graças a Deus; posso dizer que sei e sinto na pele o que é “ser discriminado”, seja no trabalho, na faculdade ou em qualquer outra parte.



Mas e quando essa discriminação parte da Igreja, de membros e até ministros que desprovidos da graça de Deus, praticam a discriminação aos irmãos; talvez de forma aberta, mas muitas vezes disfarçadamente toam-se atitudes que deixam claro a ação ou omissão por descriminação.

Muitos são discriminados por serem negros – Alguém pode alardear: “irmão isso não existe na Igreja!” Digo que existe sim; é só abrir os olhos pra enxergar. Não podemos nem devemos tentar tapar o sol com a peneira.

Muitos são discriminados por serem pobres – Vai dizer pra mim que os mais abastados não têm um tratamento diferenciado dos mais humildes financeiramente? Lógico que não deveria haver esse tipo de coisa no meio da Igreja, mas tem; e isso tem que acabar. Veja o que Tiago diz a respeito (Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redarguidos pela lei como transgressores. Tiago 2:9).

Muitos são discriminados por pensarem diferente da maioria – Basta você abrir a boca durante aquela reunião ministerial e expressar um ponto de vista diferente sobre assuntos como dízimo, missões, usos e costumes, escatologia, etc. 

Imediatamente o seu mundo desaba! É perigoso ate o Pastor fazer passar uma circular nas Igrejas ligadas aquela convenção, proibindo de lhe dar qualquer oportunidade, ate mesmo pra uma saudação. OU EU ESTOU ERRADO NO QUE ESTOU DIZENDO?

Isso tem que acabar no meio da Igreja do Senhor, afinal de contas, Deus não faz acepção de pessoas (Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas. Romanos 2:11). Como podemos nós como seus filhos fazer aquilo que o nosso Pai não faz nem aprova que se faça? Oremos e façamos ouvir a nossa voz, no sentido de que toda “DISCRIMINAÇÃO SEJA ABERTA OU VELADA ACABE NO MEIO DO POVO DE DEUS”.

Boa semana a todos!

                     João Augusto de Oliveira





1 comentários:

  1. Verdade pura. Estou aqui de prova. Tenho muuuiiita história pra contar

    ResponderExcluir

 

A voz da Palavra Profética Copyright © 2011 - |- Template created by Jogos de Pinguins